Voltar

Vem aí o 10º Festival CineMúsica – Conservatória 2017!

30.10.2017 | Cultura e Esporte

A Cidade da Seresta, como é conhecida Conservatória, vai ser transformar mais uma vez na Cidade do Cinema. É que de 3 a 5 de novembro acontece a 10ª edição do CineMúsica, único festival cinematográfico brasileiro dedicado ao universo do som. Programação inteiramente gratuita.
 
O Festival CineMúsica de Conservatória fortalece as tradições musicais da cidade e celebra os cinemas de rua, muito bem representados pelo Cine Centímetro, réplica do saudoso Metro Tijuca, que foi uma das principais salas de exibição de filmes de 1940 a 1970, no Rio de Janeiro.
 
Tradicionalmente, o CineMúsica escolhe um gênero musical para servir de temática para a programação cinematográfica e musical. Mas este ano vai ser diferente! Aproveitando a onda de filmes sobre grandes mulheres da cultura nacional, o CineMúsica 2017 decidiu como tema a Presença Feminina na Música Brasileira. Dentro da temática, o evento oferecerá obras como “Clara Estrela”, de Susanna Lira, sobre Clara Nunes; “My Name is Now, Elza Soares”, de Elizabete Martins Campos; “Ilú Obá de Min - Homenagem à Elza Soares, a Pérola Negra”, de Beto Brant; “O Vento lá Fora”, de Marcio Debellian, com Maria Bethânia e Cleonice Berardinelli; e “Cássia Eller”, de Paulo Henrique Fontenelle.

Dos 27 longas e curtas selecionados para o Festival, 14 foram dirigido ou codirigidos por realizadoras, com destaque para “Eu, Meu Pai e os Cariocas”, documentário de Lúcia Veríssimo sobre seu pai, o maestro Severino Filho, e “Desarquivando Alice Gonzaga”, de Betse de Paula, sobre Alice Gonzaga, pessoa fundamental na preservação da memória do cinema nacional.

Com curadoria do crítico e jornalista Lucas Salgado, a programação do CineMúsica, que se divide por três espaços de Conservatória, conta ainda com pré-estreias de “Vende-se Esta Moto”, de Marcus Faustini; “Eu, Pecador”, de Nelson Hoineff, sobre Agnaldo Timóteo; “Torquato Neto - Todas as Horas do Fim”, de Eduardo Ades e Marcus Fernando; e “Historietas Assombradas - O Filme”, de Victor-Hugo Borges. Este último integra a seleção do Programa Formacine, voltado para crianças e adolescentes da região. O público infantojuvenil poderá conferir ainda “As Aventuras do Pequeno Colombo”, de Rodrigo Gava, e “Meus 15 Anos”, de Caroline Fioratti, com Larissa Manoela.


 
Além de muito cinema, quem visitar Conservatória no período do CineMúsica poderá dançar e se divertir com muita música na Praça da Matriz, palco da Música Integrada. Já na sexta-feira, 03/11, um trio de cordas com violinistas e violeiro apresentará repertório refinado de trilhas de filmes em homenagem aos 10 anos do evento, além de relembrar músicas de Seresta já gravadas na voz dos grandes nomes femininos da MBP, como Elis Regina, Dolores Duram e Maísa. E para fechar a noite, o espaço receberá uma apresentação de Juliana Maia com canções imortalizadas por Maria Bethânia e declamação de poemas de Cora Coralina, Adélia Prado, Alice Ruiz e Clarice Lispector, além de uma homenagem e participação dos seresteiros da região. No sábado, 4, o palco da Praça da Matriz receberá a Orquestra de Violinos de Volta Redonda, com a regência de Sarah Higino, uma das homenageadas do CineMúsica 2017 pelo importante trabalho realizado no universo da música.  A outra homenageada do evento é a editora de som Maria Muricy, importante profissional do cinema brasileiro que receberá o prêmio de Personalidade Sonora 2017.
 
Destaque do CineMúsica desde 2013, o Encontro Nacional de Profissionais de Som do Cinema Brasileiro chega a sua quinta edição, sendo um dos principais diferenciais do festival, que se tornou em um novo espaço para a reflexão e debate de questões referentes ao mercado de realização audiovisual, ao ensino e a pesquisa do som no cinema do Brasil. O encontro tem como objetivo principal contribuir para uma maior integração entre os profissionais do som. Este ano, além de mesas de debate, o Encontro oferecerá a oficina Formação de Assistentes de Som Direto, com Carolina Barranco.

Com apresentação do Instituto CCR e do Ministério da Cultura, oferecimento do Sistema Fecomérico e Sesc, e patrocínio do Sebrae/RJ, o CineMúsica conta com programação inteiramente gratuita, utilizando recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet  e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro. O festival conta ainda com o importante apoio de Sicomércio, AdoroCinema, Cine Show, Delart, Canal Brasil, Prefeitura de Valença, Secretaria de Cultura e Turismo de Valença e Acritur. Promovido pela Associação Cultural CineMúsica, o festival conta com três pontos de exibição: a Praça da Matriz, o Cine Centímetro e o Cine Milímetro.