Voltar

Instituto CCR patrocina projeto que incentiva a inclusão de pessoas com síndrome de Down

30.04.2019 | Saúde e Qualidade de Vida

Fundada em abril de 2011, a Associação Ivone e Pedro Lanza (IPEL Down) tem como missão o atendimento interdisciplinar de crianças e adolescentes com síndrome de Down. Por meio de um de seus principais projetos, o Ativa 21!, a entidade visa à inclusão social e escolar, proporcionando a eles a chance de um futuro com melhor qualidade de vida.

Neste ano, a IPEL Down firmou parceria com o Instituto de Educação e Pesquisa em Saúde e Inclusão Social (IEPSIS) para produção de um informativo atualizado sobre as questões da síndrome de Down, patrocinado pelo Instituto CCR.  Intitulado “Guia de Abordagem Transdisciplinar na síndrome de Down (T 21)”, o material possui 180 páginas escritas por pesquisadores e profissionais de renome nacional e internacional envolvidos com a causa da doença nas áreas de direito, educação e saúde.

O material contém informações científicas, fundamentadas de forma precisa e uniforme, com conteúdo que leva em consideração as pesquisas mais relevantes e atuais. Desse modo, profissionais que trabalham com portadores da síndrome de Down terão melhores condições para atenderem de um jeito mais seguro e eficaz.

O guia transcende o caráter informativo, pois tem alcance no equilíbrio emocional das famílias e dos cuidadores. A distribuição em PDF acontece pelo site da entidade, sendo acessível a todos que tenham interesse.

“O fundamental e constante apoio do Instituto CCR viabilizou esse projeto com o aporte de 100% dos recursos necessários para sua implantação, além de outros projetos que sempre defenderam os direitos das pessoas com síndrome de Down”, revela Catia de Almeida Bastos Andrade, presidente da IPEL Down.

Mais uma parceria
Por meio do patrocínio do Instituto CCR e em parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e com a MISSISSIP STATE/EUA, o projeto Ativa 21! realiza a pesquisa “Associação entre qualidade de sono, níveis de atividades físicas, proficiência motora e composição corporal em crianças e adolescentes com síndrome de Down”.

O propósito da pesquisa é nortear políticas públicas para estruturação de intervenções relacionadas à melhora da qualidade do sono, à participação em atividades físicas e ao combate à obesidade na síndrome de Down. O estudo também visa a auxiliar profissionais de diversas áreas na implantação de intervenções para a promoção de saúde e bem-estar social dos jovens com Down.

 

Guia estimula a inclusão Guia estimula a inclusão
Autor: Divulgação