Voltar

Museu do Amanhã recebe nova exposição, com apoio do Instituto CCR

25.10.2018 | Meio Ambiente e Segurança Viária

O Museu do Amanhã está apresentando uma nova atração da Exposição Principal ao público desde o dia 19 de outubro: “Baías de Todos Nós”. O totem interativo oferecerá ao visitante um conteúdo exclusivo sobre a Baía de Guanabara e seus futuros possíveis, e ainda cases de mais quatro baías – Sydney (Austrália), Tóquio (Japão), Chesapeake (Estados Unidos) e Jacarta (Indonésia) –, cada uma localizada em um continente diferente. A nova experiência abordará características e realidade de cada baía, aspectos de biodiversidade, economia, aquicultura, pesca, situação de saneamento e ações de despoluição adotadas por cada local. A iniciativa é apresentada pelo Ministério da Cultura e Instituto CCR, por meio da Lei Rouanet.
“As baías são muito mais do que um recôncavo qualquer em que se possa aportar, como definem friamente os dicionários. São ecossistemas carregados de histórias e símbolos”, revela Leonardo Menezes, gerente de Conteúdo e Exposições do Museu do Amanhã. “Na nova área expositiva, as pessoas perceberão que não são poucos os esforços e recursos empreendidos em programas, muitas vezes com doses de frustração, mas há também os que resultam em vitórias. E esses servem de exemplo de que é, sim, possível avançar. Amanhãs mais solidários e sustentáveis passam por baías mais limpas”, completa.
“Temos orgulho de participar dessa iniciativa, que é cultural e que abordará o tema meio ambiente, um dos pilares de atuação do Instituto CCR”, afirma Marina Mattaraia, diretora do Instituto CCR.
Interativo propõe educar de maneira lúdica
Ao todo, o interativo apresentará três telas interativas, dedicadas ao conteúdo de cada uma das cinco baías retratadas, e outra com fotos e notícias sobre o tema, com ênfase sobre a Guanabara, em parceria com o Projeto Colabora e o site de notícias G1. Os visitantes poderão ainda participar enviando fotos de denúncia por meio da plataforma Colab ou mesmo imagens bonitas, com #baiasdetodosnos, no Instagram.
Parceiro da experiência “Baías de Todos Nós”, o Colab é reconhecido nacional e internacionalmente por inovação para a gestão pública com foco em participação e engajamento cidadão. O aplicativo foi eleito a melhor ferramenta urbana do mundo pela New Cities Foundation, negócio mais criativo do Brasil em competição promovida pela Kauffman Foundation, melhor app de mobile government e startup de maior potencial de impacto positivo pelo BID. Hoje, possui contratos com diversos municípios brasileiros importantes como Recife, Teresina, Maceió, Niterói, Contagem, além de cooperações técnicas com diversos outros.
“Ficamos muito felizes com essa parceria, porque precisamos fazer com que todos entendam que a preservação das nossas baías é de responsabilidade compartilhada. O Colab, então, vem como a ferramenta que empodera o cidadão e facilita o seu papel de fiscalizador e colaborador. Com a #baiadetodosnos e a iniciativa do Museu do Amanhã somos todos responsáveis pelo cuidado com nossos rios e oceanos”, diz Paulo Pandolfi, cofundador e diretor do Colab.
No “Jogo do Boto-Cinza”, o visitante poderá conhecer mais sobre a Baía de Guanabara conduzindo um ilustre morador de seu ecossistema até um grupo de animais da mesma espécie. Mamífero que nasce e passa a vida inteira na baía, o boto-cinza é o símbolo de uma Guanabara que ainda resiste. Da população de mais de mil indivíduos na década de 1970, hoje restam pouco mais de 20 golfinhos, que estão estampados no brasão da cidade do Rio de Janeiro.
 

Exposição Baías de Todos Nós Exposição Baías de Todos Nós
Autor: Divulgação