Voltar

Projeto selecionado no 1º Edital Instituto CCR de Projetos Culturais desperta um novo olhar das crianças sobre o meio ambiente

05.06.2017 | Meio Ambiente e Segurança Viária

Entre os 17 projetos selecionados no 1º Edital Instituto CCR de Projetos Culturais está o Projeto Douradinho, uma ação cultural de educação ambiental voltada para a preservação dos rios e matas ciliares.
O programa de educação ambiental apresentado pelo Ministério da Cultura e pelo Instituto CCR, está sendo realizado em escolas públicas no trecho de atuação da CCR NovaDutra - crianças do 4º ano do ensino fundamental de cidades do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Sul Fluminense. Seu embaixador é o peixe cascudo Douradinho, personagem do livro infanto-juvenil “Amiga Lata, Amigo Rio”, do autor Thiago Cascabulho. Por meio dessa história e atividades pedagógicas realizadas dentro e fora da sala de aula, o projeto Douradinho propõe um olhar de valorização dos recursos hídricos, incentivando os alunos do ensino básico e seus professores a se tornarem criadores de ações ambientais.
O programa é desenvolvido em duas etapas: a primeira consiste na leitura e no debate do livro para incentivar as crianças a se tornarem mobilizadoras de ações ambientais, por meio de uma reflexão sobre a preservação de rios e matas ciliares. Os alunos recebem o livro em sala de aula e também têm acesso ao conteúdo on-line.
Ao todo, serão distribuídos 12 mil exemplares nas 19 cidades participantes do programa: Guararema, no Alto Tietê; Jacareí, São José dos Campos, Caçapava, Taubaté, Pindamonhangaba, Aparecida, Guaratinguetá, Lorena, Cachoeira Paulista, Cruzeiro, Lavrinhas e Queluz, no Vale do Paraíba; e Resende, Itatiaia, Porto Real, Barra Mansa, Volta Redonda e Pinheiral, no Sul Fluminense.
Na segunda etapa do programa, as turmas são divididas em equipes e realizam cinco missões da gincana ‘Play the Call’, que estão disponíveis no site do projeto (www.projetodouradinho.com.br). Os resultados das atividades serão divulgados no próprio site mensalmente e, em novembro, serão apresentadas as cidades e as equipes que mais se destacaram durante o ano.
Exemplos de missões são plantios de mudas, confecção de fantasias com material reciclável, gravação de entrevista com um adulto que possa dar dicas de economia de água, entre outras. “Para acontecer a conscientização ambiental, é preciso, primeiro, criar uma conexão emocional. O personagem (o peixe Douradinho) sensibiliza as crianças e faz com que elas passem a ver o rio como parte da vida delas”, define Thiago Cascabulho, que conversa com os alunos nas escolas ao longo do desenvolvimento do projeto. “A receptividade é ótima. Uma das minhas funções é incentivar os alunos para que participem da gincana. Nesse momento, os professores veem que é fácil realizar as duas etapas do projeto e também se estimulam”, relata.
A gestora de Relações Institucionais da CCR NovaDutra, Carla Fornasaro, considera que o projeto realmente valoriza a cultura da região, cumprindo o objetivo principal do edital do Instituto CCR. “As crianças crescem vendo o Rio Paraíba como algo muito comum. Com esse projeto, elas entendem que o rio é um patrimônio vital para elas. Com diversas ferramentas, como contação de histórias, conteúdo on-line, teatro, entre outros, é possível tornar mais forte essa visão de preservação ambiental nas crianças”.