Voltar

Caminhos para a Cidadania é retomado com capacitação para professores

30.06.2020 | Educação e Cidadania

O programa Caminhos para a Cidadania foi retomado este mês com a capacitação dos professores por meio de um curso EAD sobre competências socioemocionais. O objetivo da ação é oferecer diretamente aos participantes reflexões que os ajudarão a colocar em prática as melhores atitudes no trânsito por meio do gerenciamento das suas próprias emoções. Dentro desse conteúdo, também receberão diversas sugestões de atividades que podem ser feitas com os alunos.

Para Suelen Marcelino Pereira de Sousa, de Caieiras, as expectativas quanto à retomada são muitas, mas a principal está em compreender como a mente funciona. “Hoje, é fundamental ter o equilíbrio para saber gerenciar as demandas, não apenas profissionais, mas pessoais também. Fico muito feliz com a retomada das formações e acredito que é uma das ferramentas primordiais para o professor, pois possibilita o replanejamento da prática em sala de aula, em um processo de formação integral”, diz. 

Ela ressalta ainda que o tema proposto é de suma importância. “A partir do momento em que entendemos o que envolve as habilidades socioemocionais, passamos a aprender a ser, a conviver, a conhecer e a fazer. Esses quatro pilares favorecem a formação do ser humano. As propostas formativas do Caminhos para a Cidadania vêm despertando esse novo olhar para os professores”, reforça Suelen. 

A SMEC Carambeí considera a parceria com o Instituto CCR e com a CCR RodoNorte essencial para educadores, alunos e comunidade escolar. Priscila Pauliki Solek, da SMEC, conta que, neste momento tão diferente e difícil, mais uma vez o Caminhos para a Cidadania oferece ferramentas pedagógicas aos profissionais da educação, alunos e pais. “Com a retomada do programa, foram disponibilizados cursos, materiais, artigos, vídeos, atividades, livros, filmes e séries, além das sugestões de atividades na modalidade EAD”, destaca. 

A expectativa para a retomada também está muito positiva em Pindamonhangaba. “Neste período de pandemia, o Caminhos para a Cidadania não deixou de nos ofertar oportunidades de reflexão da prática docente, sugestões de atividades e estratégias inovadoras a serem utilizadas a favor dos nossos alunos”, conta Maria Aparecida Pedroso Rocha Pena, gestora de regional de educação básica. Para ela, os profissionais estão sendo colocados na vanguarda da educação, com a utilização de ferramentas tecnológicas de ponta, sem perder de vista o cuidado com a inteireza das dimensões humanas. “Como exemplo, cito o curso com o desenvolvimento das habilidades socioemocionais tão requeridas na nossa contemporaneidade”, comenta.

Rosa Maria Domingues, coordenadora municipal de Embu das Artes, conta sobre esse período em que houve a necessidade de reinventar, criar possibilidades e solidificar a tecnologia aliada à criatividade. Tudo para que a educação chegasse até os estudantes. “A expectativa é que o curso, com temas tão pertinentes, venha a contribuir para a mudança de atitudes e habilidades, o gerenciamento de emoções, a demonstração de empatia e a tomada de decisões de maneira responsável”, finaliza. 
 

Priscila Pauliki Solek, da SMEC, elogiou o programa pelos materiais oferecidos nesta fase difícil Priscila Pauliki Solek, da SMEC, elogiou o programa pelos materiais oferecidos nesta fase difícil
Autor: Divulgação