Voltar

Caminhos para a Cidadania: metodologia para além do programa

28.03.2019 | Educação e Cidadania

Quem participa do Caminhos para a Cidadania se torna um cidadão mais consciente em relação à segurança do trânsito e à mobilidade urbana. Em 2018, o programa aperfeiçoou ainda mais sua metodologia, com o objetivo de ajudar os professores a aplicarem atividades mais lúdicas em sala de aula.

Kelly Martins, consultora pedagógica do Caminhos para Cidadania, explica que o programa permitiu aos professores uma aplicação de conteúdo mais criativa. “Para isso, sugerimos a utilização de aplicativos e de histórias em quadrinhos, já que são contextos mais comuns no dia a dia dos jovens”, diz.

Uma das propostas foi utilizar um aplicativo que transformasse fotos em vídeos. “A ideia era que alunos criassem brinquedos e montassem roteiros para histórias sobre trânsito. Trata-se de uma evolução de como o professor trata o aprendizado do aluno em sala de aula. Inserimos o comportamento seguro no trânsito de forma mais leve e divertida. Além disso, o professor ainda consegue explorar a metodologia em outras disciplinas, como Português, com a produção textual, e Artes”, conta Kely.

Para Andressa Vieira Nunes Holtz, professora de uma escola municipal de Sarapuí (SP), a dinâmica das atividades e a parte lúdica fizeram com que os alunos participassem com mais entusiasmo das aulas. “Em 2018, o trabalho com a tecnologia foi divertido: fizemos os vídeos, construímos as maquetes, as quais tiveram um resultado muito positivo. As crianças se encantaram ainda mais porque projeto propôs atividades lúdicas. Eles colocaram a mão na massa e, como benefício, ainda melhoraram a leitura e escrita”.

Caminhos para a Cidadania conta com atividades lúdicas Caminhos para a Cidadania conta com atividades lúdicas
Autor: Divulgação