Voltar

Peça de teatro do Caminhos para a Cidadania atinge mais de 33 mil pessoas para abordar o uso responsável da tecnologia

05.07.2017 | Educação e Cidadania

O programa Caminhos para a Cidadania, do Instituto CCR, iniciou em março a itinerância do espetáculo teatral “A culpa é de quem?”, da CIAVIP. As apresentações fazem parte das atividades complementares aos alunos de 4º e 5º anos de escolas participantes do programa e se estenderão até o final do ano, passando por mais de 100 cidades. Até agora, 33,5 mil pessoas conferiram a peça, que pretende contribuir para o desenvolvimento de um novo comportamento frente ao desgaste das relações sociais provocado pelo uso equivocado da tecnologia, conscientizando sobre a importância da atenção e do diálogo para o fortalecimento de bases como a família e as amizades.
Por meio das concessionárias CCR AutoBAn, CCR RodoNorte e CCR SPVias, foram realizadas apresentações em 46 municípios. No segundo semestre, serão atendidos os trechos da CCR ViaOeste e CCR RodoAnel (17 municípios), CCR NovaDutra (36 municípios), CCR ViaLagos (7 municípios) e ViaRio (7ª e 8ª Coordenadoria Regional de Ensino - Rio de Janeiro capital).
O diretor da CCR SPVias, Alexandre Spadafora, assistiu ao espetáculo e avaliou seu conteúdo de forma positiva. “O tema apresentado nessa peça teatral está totalmente alinhado com as diretrizes do programa Caminhos para a Cidadania, inclusive com a realidade das nossas crianças e jovens alunos. A qualidade da peça e performance dos atores foram excepcionais, apresentando e representando de forma lúdica a grande conectividade existente na atualidade, com o uso de aparelhos celulares, redes sociais, entre outros. Abordou o cuidado que se deve ter com a exposição da imagem, respeito com as outras pessoas, evitando bullying, principalmente, e alertou para nunca se conectar com pessoas desconhecidas. Parabéns a toda equipe do Instituto CCR!”, destacou.

Sinopse
“A culpa é de quem?” é um espetáculo teatral infanto-juvenil da CIAVIP que propõe o diálogo entre o mundo real e o virtual equilibrando o uso da tecnologia com as relações interpessoais sem prejuízos para nenhum deles. A história: um inspetor de alunos vê-se diante de um caso de bullying virtual em sala de aula, enquanto aguarda a chegada da nova professora para apresentá-la à classe. Diante do acontecimento, sugere uma atividade diferente na sala de informática: uma viagem virtual para resgate dos valores perdidos naquele dia. Sugados pelo computador, os alunos deixam de ser usuários externos e se tornam personagens de uma aventura cibernética em que o grupo deve trabalhar unido para desvendar enigmas relacionados a valores humanos.

Mais sobre o Caminhos para a Cidadania
É um dos maiores investimentos sociais do Grupo CCR, viabilizado por meio do Instituto CCR e desenvolvido pelas concessionárias CCR AutoBAn, CCR NovaDutra, CCR RodoNorte, CCR SPVias, CCR ViaLagos, CCR ViaOeste e CCR RodoAnel nas regiões sob sua influência . O programa atua para ampliar o pensamento coletivo e a mudança de comportamento para a preservação do meio ambiente, segurança no trânsito e cidadania. O Caminhos para Cidadania está presente em mais de 100 municípios, nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná. Desde sua criação, em 2002, já atendeu a mais de 2 milhões de alunos e 85 mil educadores da rede pública de ensino. Veja mais detalhes no site www.caminhosparaacidadania.com.br .