Voltar

Instituto CCR patrocina piloto de F2

30.08.2017 | Cultura e Esporte

O Instituto CCR anunciou recentemente o patrocínio ao piloto Sérgio Sette Câmara. Ele compete na Fórmula 2 europeia, considerada a categoria de acesso à F-1, a principal do automobilismo mundial.

Nascido em Belo Horizonte, Serginho, como é conhecido, está no automobilismo desde os 12 anos, quando começou a competir no kart, em 2010. No seu primeiro ano, disputando a categoria Cadete, foi campeão da Copa Brasil de Kart, da Copa Sudeste (Minas Gerais/Rio/Espírito Santo), vice-campeão brasileiro e do Grande Prêmio Brasil, além de alcançar a terceira colocação no Sul-Americano. Daí em diante, as conquistas não pararam: vieram o bicampeonato da Copa Brasil e os títulos do GP Brasil e do GP RBC.

Em 2012, Serginho se tornou campeão mundial numa categoria acima do kart, a X30 World, disputada em Lyon, na França. Em 2014, começou a ganhar o mundo, quando passou a correr na Fórmula 3 no Brasil. Em seis provas, dois pódios.

No ano seguinte, a estreia no circuito europeu de F-3. Participou de 37 corridas, tendo sido pole position uma vez, e ocupando um lugar no pódio em três etapas (Spa-Francorchamps, na Bélgica; Zandvoort, na Holanda; e Red Bull Ring, na Áustria). Mas, ter batido o recorde da pista de Macau é que lhe abriu as portas para a elite do automobilismo mundial.

A participação excepcional no famoso circuito asiático foi vital para a sua primeira experiência em um veículo de F-1, quando integrou o cobiçado Red Bull Junior Team, programa de desenvolvimento de pilotos para a Fórmula 1, e que revelou nomes como o do tetracampeão da modalidade, o alemão Sebastian Vettel. 

O bom desempenho nos testes permitiu a Serginho disputar a FIA F2 World Championship, o último passo em seu caminho para a principal prova do automobilismo mundial. Disputando o campeonato pela MP Sport, uma das equipes intermediárias da modalidade, o atleta, que é o mais jovem da categoria, tem encarado a experiência como uma grande chance de se aprimorar e já vislumbra novos desafios. “Na MP Motorsport, tenho a oportunidade de conviver e aprender com experientes pilotos, como o Jordan King, que pode chegar à Fórmula 1. Venho me esforçando para trilhar um caminho vitorioso e com isso finalmente entrar na F1, mas se tiver que esperar mais um ou dois anos na F-2, não tem problema, sei que continuarei aprendendo, e muito”, afirma.

O Instituto CCR também acredita no potencial do jovem piloto e o apoia, através de investimentos realizados por meio de leis de incentivo.

Para o Grupo CCR, a segurança nas rodovias é algo primordial, e as categorias de automobilismo são laboratórios relevantes para regras e equipamentos de segurança.

“Com um piloto de destaque no automobilismo, queremos mostrar que correr com carros só é válido no esporte e nas pistas e, mesmo assim, com um grande aparato de segurança. Temos certeza de que ele poderá ser um excelente embaixador do Instituto nas questões de segurança viária”, conclui Francisco Bulhões, presidente do Instituto CCR.

Vitória!

O piloto conquistou sua primeira vitória na categoria com uma competente atuação na corrida 2, da rodada da Bélgica, no último dia 27, em Spa-Francorchamps.

Ele liderou a prova por completo, sempre com uma boa distância de pouco mais de 1s para o piloto júnior da equipe McLaren, Nyck de Vries.

 

Piloto venceu em Spa-Francorchamps Piloto venceu em Spa-Francorchamps
Autor: Fonte: Facebook do piloto