Voltar

Rugby: o esporte que conquista o Brasil volta a ser olímpico em 2016

05.07.2016 | Cultura e Esporte

O país que tem preferência pela bola redonda começa a se interessar pelos esportes da bola oval e o rugby ganha destaque. Apesar de estar presente no país há mais 100 anos, o rugby começou a ser mais popular nos últimos anos, com o maior contato dos brasileiros com campeonatos e seleções mundiais do esporte por meio da internet e televisão e também com os times brasileiros que divulgam o esporte e captam mais atletas e fãs do esporte no país. 


E dessa recente história do esporte no Brasil, o Instituto CCR orgulha-se em fazer sua parte. “Há quase uma década, o Instituto CCR apoia e patrocina iniciativas sociais ligadas ao Rugby nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Incentivamos os projetos que aliam o esporte à educação com o objetivo de formar cidadãos atletas, assim como os times que estão fazendo a história do rugby no Brasil”, explica Lucas Pompeo do Instituto CCR.


Atualmente, são mais de 300 times formados no país, com 60 mil praticantes, sendo que desses, 11 mil estão dentro das federações reconhecidas pela Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) que, assim como mais de 10 times brasileiros, conta com o incentivo e patrocínio do Instituto, por meio de suas unidades de negócio como CCR AutoBAn, CCR NovaDutra, CCR RodoNorte.


Agustín Danza, CEO da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) comenta que o crescimento do esporte no país contou com grande ajuda de empresas que acreditaram no rugby, como o Instituto. “A CCR apoia importante times como São José Rubgy, Curitiba Rugby, Niterói Rugby que estimulam a divulgação do esporte, além do apoio a projetos que trabalham com crianças e adolescentes para o desenvolvimento de atletas cidadãos”, afirma.


E o crescimento do esporte vai ganhar um grande aliado em 2016, pois após 92 anos, o esporte volta a ser olímpico na modalidade Sevens, bem no ano em que a competição acontece no Brasil. As seleções brasileiras participarão da disputa. No dia 6 de agosto o time feminino pisa no gramado do Estádio Olímpico de Deodoro para a primeira partida olímpica, e no dia 9 a masculina. 


A modalidade Rugby Sevens, que vai para a Olimpíadas vai ampliar a divulgação do esporte no país, comenta o CEO da Confederação Brasileira de Rugby, Agustín Danza. “O Rugby Seves conta com apenas sete jogadores no campo onde podem jogar 15 competidores, por isso é uma partida dinâmica, pois há bastante espaço para grandes corridas, jogadas rápidas, passes e chutes, além de ser fácil de entender as regras, divertida e empolgante para o público”, explica.


E além de fazer história no Brasil, o rugby também transforma histórias de vida, como a da família Lopes de São José dos Campos, que hoje sedia um dos principais times do Brasil, o São José Rugby, que conquistou, em junho, o 11º título do Campeonato Paulista de Rugby XV. Confira a história no nosso canal do YouTube.


Saiba mais sobre os apoios do Instituto CCR aos times e projetos de rugby no nosso site.

 

Rugby feminino está entre os seis melhores do mundo Rugby feminino está entre os seis melhores do mundo
Autor: FotoJump