Voltar

Instituto CCR promove ações contra exploração sexual de crianças e adolescentes

17.05.2016 | Educação e Cidadania

São Paulo, 17 de maio de 2016 – A violência sexual – que inclui casos de abuso, exploração e turismo sexual – foi a quarta violação contra crianças e adolescentes mais denunciada no Disque 100, em 2015, segundo o Disque-Denúncia da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Para alertar sobre o assunto, o Grupo CCR, por meio do Instituto CCR, desenvolve, em maio, ações com os usuários das rodovias, barcas e metrô administrados pela companhia. A campanha marca o comprometimento do Grupo CCR e apoio ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual das Crianças e Adolescentes, celebrado em 18 de maio.

 

Nas rodovias administradas pela companhia, serão distribuídos folhetos informativos sobre como prevenir e enfrentar o problema. O assunto também será tema de palestras para os caminhoneiros nas bases fixas e ações itinerantes do Estrada para a Saúde, programa gratuito de atendimento médico e odontológico aos caminhoneiros que trafegam pelas rodovias administradas pelo Grupo CCR.

Nas barcas, no Rio de Janeiro, serão afixados cartazes nas estações de embarque e desembarque.

 

A divulgação também será realizada nos demais ferramentais de comunicação do Grupo CCR, tais como nos sites do Instituto CCR e das empresas do Grupo, na fanpage da companhia, rádios internas, na 107,5 CCR FM e em mensagens nos Painéis Eletrônicos de Mensagem Variável nas rodovias. Além disso, os colaboradores serão convidados à reflexão sobre o tema por meio de comunicação interna e outras ações que contribuam com a formação do público como agentes multiplicadores de informações.

 

Participam da ação as unidades CCR NovaDutra, CCR ViaLagos, CCR AutoBAn, CCR ViaOeste, CCR RodoAnel, CCR SPVias, CCR MSVia, CCR Barcas e CCR Metrô Bahia.

O Grupo CCR, por meio do Instituto CCR, aderiu ao Pacto Empresarial, propondo ações com a finalidade de proteger crianças e adolescentes da exploração sexual nas estradas. “A principal estratégia é a sensibilização dos motoristas de caminhão, para que atuem como agentes de proteção dos direitos de crianças e adolescentes”, comenta a gestora do Instituto CCR, Marina Mattaraia.

 

A ação faz parte do Programa Na Mão Certa, desenvolvido pela Childhood Brasil desde 2006 com o objetivo de alertar e gerar soluções efetivas de prevenção e enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias.

 

“O Grupo CCR firmou essa parceria com a Childhood há nove anos e, desde então, procura disseminar informações sobre o tema, conscientizando e ressaltando a importância de desempenharmos nosso papel de cidadãos e denunciarmos o crime. Somente com engajamento e parceria de todos poderemos construir uma sociedade melhor”, explica o presidente do Instituto CCR, Francisco Bulhões.

 

Números

Dados do Disque-Denúncia da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, apontam que, em 2015, foram registradas 17.583 denúncias sobre violência sexual contra crianças e adolescentes, o que representa aproximadamente 50 casos por dia.

 

O abuso ou exploração sexual de menores é o quarto tipo de violência mais relatada, com 11% do total. Os outros são:  negligência (38%), violência psicológica (24%), violência física (22%) e outras violações (5%).

 

Outro dado revelado pela secretaria é que a maioria das violações de direitos acontece na faixa etária dos 4 a 11 anos (40%). Em seguida estão as crianças de 12 a 17 anos (31%) e de 0 a 3 anos (16%), sendo as meninas as maiores vítimas (54%).

 

Lançado em 2006, o Programa Na Mão Certa congrega as empresas por meio de adesão ao Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras. O objetivo é enfrentar essa grave violação de direitos humanos.

 

Como denunciar?

 

É possível denunciar qualquer suspeita de abuso ou exploração sexual infantil discando 100, o Disque Direitos Humanos. A ligação é gratuita e tem funcionamento 24 horas por dia, inclusive aos sábados, domingos e feriados. Em caso de emergência, pode-se ligar para a Polícia Militar pelo telefone 190 ou para a Polícia Rodoviária Federal pelo telefone 191. 

 

Sobre o Instituto CCR:

O Grupo CCR criou em 2014 o Instituto CCR, entidade privada, sem fins lucrativos, para estruturar a gestão de projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos apoiados há mais de dez anos pela empresa.  O Instituto CCR vai otimizar a utilização de recursos próprios da companhia e oriundos de leis de incentivo em projetos estruturados em quatro áreas: Saúde e Qualidade de Vida; Educação e Cidadania; Cultura e Esporte; Meio Ambiente e Segurança Viária. O Grupo CCR apoia o desenvolvimento sustentável, socioeconômico e cultural nas regiões onde atua, com a experiência de ter levado mais de 500 projetos para 120 cidades que, desde 2003, já beneficiaram 7 milhões de pessoas com investimento de R$ 185 milhões em projetos estruturados.

 

Disque Denúncia - Ligue 100 Disque Denúncia - Ligue 100
Autor: Instituto CCR